Pratos Especias - Miyo Culinária Japonesa

O Restaurante Miyo apresenta diversos pratos que levam desde de sushi de salmão de polvo, sakemaki, hossomaki , nirumakis e muito mais.

Miyo Culinária Japonesa

Restaurante Miyo Culinária Japonesa. Venha saborear os melhores pratos da culinária Japonesa em Curitiba.

Delivery - Restaurante Miyo Culinária Japonesa

Delivery - Restaurante Miyo Culinária Japonesa. A melhor culinária japonesa em sua casa.

Conheça nosso blog - Miyo Culinária Japonesa.

Confira nosso blog, sempre trazemos novidades e curiosidades para você.

Hashi o uso milenar na tradição Oriental

Essa tradição milenar começou na China durante a dinastia Shang, entre 1766 e 1122 a.C. Os chineses – que antes disso usavam as mãos e a faca de caça para comer – passaram a adotar os pauzinhos como talher, pois acreditavam que era falta de educação submeter os convidados a qualquer tipo de esforço durante as refeições. O uso dos pauzinhos foi amplamente divulgado como principal utensílio no início do Confucionismo. Diz a história que Confúcio ensinou: “O homem honrado e justo deve manter-se bem longe do matadouro e da cozinha.” Não era permitido o uso de facas sobre a mesa, pois se considerava uma arma. O uso dos pauzinhos é uma demonstração do estado pacífico ao se alimentar.

Os palitinhos, de origem chinesa, chegaram ao Japão por volta do século VII, onde ganharam o nome de hashi. No início, os japoneses utilizavam o hashi somente para oferecer alimentos às divindades, pois as mãos eram consideradas impuras para tocar a comida dos deuses. O hashi representa e possui muitos significados, tais como: a palavra “ponte” (que no idioma japonês também significa hashi), além de ser parecido com bico de pássaros, para alimentar seus pequenos filhotes.

Há diversos tipos de hashis, mas para cada região há um estilo único. No Japão, por exemplo, eles são mais curtos com suas pontas mais finas, já na China, os hashis chineses são mais longos. Na Coréia, os palitinhos possuem tamanho médio, espessura achatada, são fabricados em metal e os mais luxuosos são feitos de marfim. Os hashis mais simples, são os de plástico e madeira. Vale lembrar também do Waribashi – os palitinhos descartáveis, utilizados fora de casa.

No Japão, são cerca de 24 bilhões de pares de hashis usados por ano, o que equivale a quase 200 pares por pessoa, no ano.

Fontes: mega curioso; blog suriemu; mundo estranho
*Por Agência Apê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

 
 
previous next